quarta-feira, 13 de julho de 2011

Kit Gay

Kit Gay não será entregue! Palavra da Presidente Dilma Rousseff
Motivo este que levou a reunião de emergência, onde, numa estratégia política, uma série de medidas seriam tomadas. Cada um dos parlamentares deram suas idéias:
25/5/2011 14:10:00

Frente Parlamentar Evangêlica





No último dia 24, houve uma reunião de emergência entre as Frentes Parlamentares Evangélica, Católica e da Família, para tratar sobre o descaso produzido pelo Ministro da Educação Fernando Hadad, a respeito do polêmico assunto "Kit Gay". Em reunião anterior o Ministro acordou com as frentes, assumindo a posição de que o kit não seria distribuído antes de ser analisado por uma equipe na qual fariam parte representantes das frentes. No mesmo dia, em entrevista o Ministro declinou do assunto dizendo publicamente que o Kit que já estava pronto e não sofreria alteração alguma. Algumas mídias chegaram a dizer que o MINISTRO "enrolou", mentiu e ignorou o acordo feito com as frentes.
Motivo este que levou a reunião de emergência, onde, numa estratégia política, uma série de medidas seriam tomadas. Cada um dos parlamentares deram suas idéias:



- Saída do Ministro da Educação;

- CPI para apurar as denuncias de irregularidades no MEC; (proposta do Pr. Marco Feliciano);

- Obstrução de todas votações do plenário;

- Convocação do Ministro da Casa Civil, Palocci nas comissões, para dar explicações sobre o estampado na mídia;

- Convocação do Ministro Fernando Hadad, na comissão de Educação e Cultura, para explicar as cartilhas sobre homofobia; (proposta do Pr. Marco Feliciano).

Durante a votação do Novo Código Florestal, as propostas acima foram explanadas no plenário pelos presidentes das frentes.

Imediatamente os deputados das frentes entraram em obstrução, chamando a atenção do Líder do Governo Candido Vacarezza que se pronunciou, pedindo as frentes para não convocarem o ministro Palocci.

Houveram outras manifestações de deputados que chamaram as frentes de Fundamentalistas e medievais.

Dia 25 pela manhã os gritos e declarações e posicionamento das frentes surte efeito.

O ministro Gilberto Carvalho, secretário direto da Presidente Dilma Houssef convida as frentes para uma reunião extraordinária, e explica que a Presidente ao ver as cartilhas manifestou descontentamento com o conteúdo e penhorou sua palavra dizendo que AS CARTILHAS NÃO IRÃO A PÚBLICO, também convocou para dia 26 uma reunião com os Ministros da Saúde e da Educação para explicarem sobre o formato das cartilhas polêmicas. Lembrando que, todas as cartilhas acompanham os selos dos dois ministérios motivo da convocação dos dois ministros.

Também ficou acordado que haverá uma reunião mensal entre o Governo e as frentes citadas aqui para diálogos e pensamentos sobre medidas públicas que deverão ser tomadas a partir destas reuniões.

O Ministro Gilberto de Carvalho ainda reiterou as promessas da Presidente que durante o segundo turno das eleições de 2010 em carta direcionada aos evangélicos se comprometeu com a proteção da família.

A alegria e satisfação estava estampada nas faces dos parlamentares que mostraram a que vieram. Unidos por uma causa ética e moral, barreiras de agremiações religiosas foram quebradas, e o posicionamento dos parlamentares foram dignos de fieis súditos de Cristo.

A respeito da decisão do STF sobre a união estável homoafetiva ainda não terminou. Um seminário provocado pelas frentes acontecera no dia 1 de Junho as 9 da manhã no auditório Nereu Ramos na Câmara dos Deputados, logo a tarde haverá a marcha anunciada e conclamada pelo Pr. Silas Malafaia.

"Estamos lutando, sofrendo ataques e sendo acusados de homofóbicos. Todavia ver esta reunião extraordinária provocada pelos nossos atos, ver a unidade das frentes, católicos, evangélicos, todos juntos por um bem comum. Ver a opinião pública começar a se mover, é gratificante, e merece um Glória à Deus!" Disse o Pr. Marco Feliciano, que tem sido um dos parlamentares cristão mais atuantes da casa.

Deputado Marco Feliciano.
Fonte: Gabinete Deputado Federal Pastor Marco Feliciano

http://www.marcofeliciano.com.br

Tempo de Avivamento




Pr. Marco Feliciano

Nenhum comentário:

Postar um comentário